divórcio, separação, filhos, apoio emocional
 
InícioInício  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se    

Compartilhe | 
 

 Aspectos práticos: Questões

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3 ... 15 ... 30  Seguinte
AutorMensagem
Joaninha
.
.
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 96
Data de inscrição : 29/06/2008

MensagemAssunto: Separação de União de Facto Dom Jun 29, 2008 3:05 pm

Olá boa noite
Encontrei o blog na net e de seguida descobri o fórum. Adorei.
Sem querer entrar num local que não me pertence a minha visita deve-se ao facto de ter tomado a decisão de me separar/divorciar. A minha diferença reside no facto de estar a viver uma união de facto, mas acho que é pouca.
Tenho 28 anos e namoro com o “homem da minha vida” desde os 15 (i.e. 13 anos de namoro). Estamos a viver juntos à 4 anos, não temos filhos, mas tenho uma cadela (que de certa forma foi a nossa iniciação ao tema dos filhos) Very Happy.
Desde Maio ando a amadurecer a hipótese de me separar… Não é uma ideia com que acordei. Tenho pensado nos prós e contras, como quero que seja a minha vida no futuro e se ele está incluído nesse futuro.
O meu grande problema é que gosto imenso dele mas já não existe amor, intimidade, sei lá… ele é uma óptima pessoa mas tem os seus defeitos, como eu tenho os meus. Mas neste momento acho que já não consigo viver com ele e as suas partes menos positivas. Em 13 anos já passamos por muita coisa. Passámos de adolescentes inconscientes a adultos com responsabilidades e empregos, mortes e nascimentos, alegrias e tristezas. Eu tirei o meu curso e comecei a trabalhar e ele arranjou trabalho, vários diga-se de passagem.
O meu grande problema é o facto de não termos problemas normais?!?! Ou seja nunca tivemos problemas de infidelidade, maus tratos…. Simplesmente, da parte dele existe uma irresponsabilidade permanente e que, neste momento, não me consigo ver com filhos dele porque seria ter um bebé criança e um bebé adulto.
Também olho para a frente, para o futuro, e acho que já não temos nada em comum. Não existe o mínimo interesse. Vejo o passado como positivo e tenho óptimas lembranças mas… quero viver e quando olhar para trás, sei lá daqui a 10 anos, pensar que vivi o melhor que pude. Já propus a terapia de casal, mas ele não acredita nisso e não quer que outra pessoa saiba os nossos problemas. Mad
Já tentei explicar-lhe o que se passa, mas rapidamente muda de assunto ou me responde que tenho falta de sexo, de filhos ou até de mais trabalhos. Claro está que respostas como está não ajudam. Mas ainda não ganhei coragem para lhe dizer directamente no que me vai na cabeça, apenas digo que tenho “dúvidas existenciais” mas nem assim ele me pergunta o que se passa.
O meu grande problema agora é tomar o próximo passo. Pensar como vou ser agora sem ter esta pessoa, que sempre me ajudou, perto de mim. Como vai ser a divisão das coisas, sei lá tanta coisa…
Joana
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mafalda
.
.
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 44
Data de inscrição : 26/06/2008

MensagemAssunto: Re: Aspectos práticos: Questões Dom Jun 29, 2008 3:58 pm

Olá Joaninha

Primeiro de tudo... se já estás a pensar assim penso que será uma questao de tempo para tomares a decisão. Não tenhas pressa... demora o tempo que for preciso para teres a certeza do que vais fazer. Acredita que se esse dia chegar vais saber.

Eu demorei quase 3 anos para atingir o meu momento. Também tenho filhos e talvez isso dififulte... tu pelo menos esse problema não tens.

Agora, lembra-te que vais sofrer... doi muito e é doloroso. É duro e por vezes quase impossivel viver este momento pós separação. Basta parares e leres este blog...

Por isso... tenta tudo o que puderes para ser feliz... se continuares junta..optimo.. se não luta até ao fim um dia de cada vez.

Mafalda
Voltar ao Topo Ir em baixo
Assenav_c



Feminino
Número de Mensagens : 1
Data de inscrição : 30/06/2008

MensagemAssunto: Re: Aspectos práticos: Questões Seg Jun 30, 2008 6:01 am

Olá Joaninha,

Achei curioso o teu post, pois eu tive uma relação tipo a tua. Nós gostavamos muito um do outro, passamos por muito juntos e o que me fez acabar com a relação foi os meus ciumes e o facto de ele ser "uma criança". Ele não tinha planos para ter filhos senão depois dos quarenta, não tinha planos para comprar casa para vivermos só os dois (viviamos em casa da mãe dele). Ele simplesmete não queria crescer/amadurecer e eu não queria ter um relacionamento com uma criança quando queria ter as mnhas próprias crianças! Entretanto surgiu uma outra pessoa na minha vida que me fez tomar essa decisão, mas sabes, hoje desejo nunca ter terminado a relação anterior, pois foram muitos anos juntos, muitas coisas vividas e ainda existia Amor! Lá diz o ditado "por vezes vamos à busca de melhor e temos cada vez pior" e é verdade! Por isso Joaninha, faz uma lista dos prós e contras. Se o unico problema for a imaturidade dele, isso com o tempo passa! Se voçes realmente amam-se tentem ficar juntos, não há nada pior que estarmos longe de quem amamos!

P.S: Se te sentes cansada da vida que tás a levar, faz umas férias sozinha, longe de tudo pois ajuda imenso a reflectir!

Beijocas, fica bem Smile
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mafalda
.
.
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 44
Data de inscrição : 26/06/2008

MensagemAssunto: Re: Aspectos práticos: Questões Seg Jun 30, 2008 2:37 pm

Assenav

Deixa-me dizer-te que se tomaste a decisão de terminar a primeira relação é porque naquele momento era a melhor para ti.

Eu entendo o que estás a dizer mas repara que se a segunda relação tivesse corrido bem não estarias agora pensar assim.

Imaturo ou não, num determinado momento das vossas vidas algo ficou insustentável que te levou a dizer "chega". Falas em amor... ficar longe de quem amamos para lhes dar-mos valor.. será assim? Quando há amor é necessário afastamento para perceber isso?

Eu não queria acreditar nisso...

Mafalda
Voltar ao Topo Ir em baixo
Joaninha
.
.
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 96
Data de inscrição : 29/06/2008

MensagemAssunto: Re: Aspectos práticos: Questões Qui Jul 03, 2008 4:34 am

Citação :
Se o unico problema for a imaturidade dele, isso com o tempo passa!e voçes realmente amam-se tentem ficar juntos, não há nada pior que estarmos longe de quem amamos!
Assenav_c compreendo que dizes mas de certo modo não concordo. Olhando para trás nestes 13 anos vi mudanças, minhas e dele, positivas e negativas, mas a sua imaturidade e irresponsabilidade mantem-se e talvez piores. Para cúmulo ele quer ter filhos e eu também, mas neste momento já não o consigo ver como o pai dos meus filhos. Acho que seria uma educadora de infância para o resto da vida.

Citação :
Se voçes realmente amam-se tentem ficar juntos, não há nada pior que estarmos longe de quem amamos!
Eu acho que ainda o amo, mas neste momento não consigo distinguir amor de amizade e de permanência prolongada com ele. É díficil.

Citação :
Lá diz o ditado "por vezes vamos à busca de melhor e temos cada vez pior" e é verdade!
Não concordo. O meu lema de vida é Carpe Diem (aproveitar o dia) e acho que com as "informações" que tenho neste momento (ou seja, não faço futurulogia para saber como ele vai mudar ou nã no futuro) esta é a decisão mais acertada neste momento, calro que no futuro posso vir a arrepender-me (como já aconteceu noutras situações), mas sei que se olhar para trás vou pensar que fiz o melhor que pude com o que sabia na altura e que neste momento acho que esta é a decisão acertada.

MAFALDA Obrigado pelo apoio. Acho mesmo que o que me está impedir de ir para a frente é o medo (do futuro, da dor, da solidão...) mas algum dia vou desemburrar e conseguir ultrapassá-lo, até lá vou passando pro aqui.
Obrigado

Joana
Voltar ao Topo Ir em baixo
Su
.
.
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 103
Data de inscrição : 16/06/2008

MensagemAssunto: Re: Aspectos práticos: Questões Qui Jul 03, 2008 6:28 am

Sorri quando a dor te torturar
E a saudade atormentar
Os teus dias tristonhos vazios

Sorri quando tudo terminar
Quando nada mais restar
Do teu sonho encantador

Sorri quando o sol perder a luz
E sentires uma cruz
Nos teus ombros cansados doridos

Sorri vai mentindo a sua dor
E ao notar que tu sorris
Todo mundo irá supor
Que és feliz

Charles Chaplin

Muita força!!

Su
Voltar ao Topo Ir em baixo
SA
.
.


Feminino
Número de Mensagens : 1975
Data de inscrição : 16/06/2008

MensagemAssunto: Re: Aspectos práticos: Questões Qui Jul 03, 2008 8:36 am

Força Joaninha,

Acho que não se pode dizer mais nada porque já tens as ideias bem claras e estás bastante convicta do que dizes sentir e ser melhor para ti e para vocês os dois até.
Portanto, só te posso desejar coragem para a etapa que se segue. E não tenhas medo, porque tudo isso se supera. Não há pior infelicidade do que permanecer na infelicidade só por medo.
Força e mai nada.
Sandrina
Voltar ao Topo Ir em baixo
AISHA
.
.
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 63
Data de inscrição : 28/08/2008

MensagemAssunto: Quem fica com a casa? Qua Set 10, 2008 9:14 am

Ainda não estou divorciada no papel, e desde o inicio que todo este processo tem sido bastante penoso. Já fui tudo desde ladra, vadia etc. tudo pq não aguentava mais a vida que levava e quis por um ponto final num casamento que já não existia. O meu ex sempre ADOROU dinheiro e desde o inicio que eu falei em ficar com a hipoteca da casa, assumindo todas as responsabilidades. Tratei de tudo com o banco ao que este aprovou o meu pedido, agora acho que e o meu ex está interessado tambem em ficar com a casa. Segundo o que os meus amigos me disseram é que devido a eu ter um filho menor (3 anos) qualquer juiz entrega a casa á mãe caso esta a possa pagar. Gostaria de saber se alguém sabe se isto funciona assim.
Voltar ao Topo Ir em baixo
pcristina
.
.
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 286
Data de inscrição : 01/09/2008

MensagemAssunto: Re: Aspectos práticos: Questões Qua Set 10, 2008 10:47 am

AISHA..


Se não sais-te de casa, a casa acho..... costuma ser considerada, casa de morada de familia e fica com quem ficar com o menor... e o trib de familia regra «entrega o menor á mãe»

Mas têm 1º de se divorciar e depois fazer a partilha dos bens....


Acho que é assim

Tem calma....mas conta com um processo desgastante se não houver colaboração... de ambos
Voltar ao Topo Ir em baixo
ovinho99
.
.


Masculino
Número de Mensagens : 161
Data de inscrição : 20/08/2008

MensagemAssunto: Re: Aspectos práticos: Questões Qua Set 10, 2008 11:59 am

Pela informação que já tenho, mesmo num divórcio por mútuo consentimento a disputa de bens (partilha) pode ser ligitiosa. O que o tribunal decide nesses casos, não sei, mas acho que havendo filhos as mães têm preferência em tudo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Vam
.
.


Masculino
Número de Mensagens : 467
Data de inscrição : 22/07/2008

MensagemAssunto: Re: Aspectos práticos: Questões Qui Set 11, 2008 5:23 am

Aisha,

Pelo que se passa comigo, e pelo que disse o ovinho99, qualquer bem ou até mesmo os filhos, será a mãe a "decidir", o que, e como quer. Ou seja, isto de já não ser assim tem muito que se lhe diga. Guarda conjunta do filho menor (15 dias com cada pai), normalmente o Juiz não aceita. Em relação à casa se ela estiver em nome dos dois, qualquer um pode ficar com ela, têm de chegar a acordo os dois. Mas na altura do divórcio preenchem um papel sobre o destino que irão dar à casa de familia e aí decidem se é para o pai ou para a mãe (acho que tem mesmo de ser um acordo entre ambos). Se for mútuo consentimento os papéis serão encaminhados (no caso de existir filhos menores) para o tal juiz e ele irá analizar se o que acordamos defende o interesse do(s) menor(es).
Voltar ao Topo Ir em baixo
gonçalves
.
.
avatar

Masculino
Número de Mensagens : 985
Data de inscrição : 01/07/2008

MensagemAssunto: Re: Aspectos práticos: Questões Qui Set 11, 2008 6:37 am

Ola AISHA...

No meu caso qd ouve interesse em um dos dois ficar com a casa..

A mãe teve preferencia uma vez q é o lar dos filhos e estes ficaram a sua guarda..

No meu caso doei a minha parte aos filhos..

Mas sp se passou tudo como descreve o vam..
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luís
.
.
avatar

Masculino
Número de Mensagens : 468
Data de inscrição : 17/06/2008

MensagemAssunto: Re: Aspectos práticos: Questões Qui Set 11, 2008 8:24 am

Ora aqui está um tema que me toca... Wink senão vejam:

Há exactamente quatro anos a esta parte (desde a separação) que estou a pagar metade da prestação bancária (desde sempre associada à minha conta) do apartamento onde vivem os meus filhos (na maior parte do tempo!) com a mãe.
Mais informo que os meus pais são os fiadores do empréstimo e credores de um empréstimo pessoal, a nós os dois enquanto casal, de cerca de 40 000 Euros.
Apesar da "outra parte" ter dinheiro (bastante!) a receber de partilhas familiares, que para além de enveredar pela chantagem à frente dos próprios filhos (quando eu reafirmo a necessidade de proceder ás partilhas), alegando que não tem possibilidades e que teria que ir viver "para debaixo da ponte", "esqueceu-se" da dívida a duas pessoas que sempre "lá estiveram" para tudo o que precisámos (emprestado e também muito "doado"), por acaso são meus pais, quando a família dela sempre teve muito mais possibilidades para o fazer, sem contudo alguma vez terem tido esse gesto de filantropia ou de solidariedade.

Conclusão: não sendo eu propriamente um homem endinheirado (como este relato disso dá conta), estou completamente "entalado" com esta situação com a agravante de ter que me endividar mais ainda para poder proporcionar uma casa para poder estar condignamente com os meus filhos (desde aí que estou na casa que pertence a um familiar). Porque bem vistas as coisas, eles tanto precisam da casa da mãe como a do pai, ou não?

Como é que eu descalço esta bota? E não me venham falar em tribunais por favor... Evil or Very Mad

Depois ainda se admiram que alguns pais "partam para outras paragens"!!! Twisted Evil

Não duvidem que é preciso um "grande estômago" para "engolir estes sapos".

Têm pois aqui uma versão "pai" para equilibrar as coisas. Wink

p.s. só agora ela voltou a trabalhar, coisa que não acontecia à muuuuiiiito tempo Suspect
Voltar ao Topo Ir em baixo
monalisa
.
.
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 268
Data de inscrição : 19/08/2008

MensagemAssunto: Re: Aspectos práticos: Questões Qui Set 11, 2008 8:40 am

Como é que eu descalço esta bota? Question
Se conseguires descalçar da-me um toque ok luís? scratch
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luís
.
.
avatar

Masculino
Número de Mensagens : 468
Data de inscrição : 17/06/2008

MensagemAssunto: Re: Aspectos práticos: Questões Qui Set 11, 2008 8:43 am

Ó mona, que não seja por isso... eu dou-te um toque mesmo sem saber como, ok? lol!
Voltar ao Topo Ir em baixo
monalisa
.
.
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 268
Data de inscrição : 19/08/2008

MensagemAssunto: Re: Aspectos práticos: Questões Qui Set 11, 2008 8:57 am

affraid
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luís
.
.
avatar

Masculino
Número de Mensagens : 468
Data de inscrição : 17/06/2008

MensagemAssunto: Re: Aspectos práticos: Questões Qui Set 11, 2008 9:00 am

tongue
Voltar ao Topo Ir em baixo
monalisa
.
.
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 268
Data de inscrição : 19/08/2008

MensagemAssunto: Re: Aspectos práticos: Questões Qui Set 11, 2008 9:10 am

Embarassed
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luís
.
.
avatar

Masculino
Número de Mensagens : 468
Data de inscrição : 17/06/2008

MensagemAssunto: Re: Aspectos práticos: Questões Qui Set 11, 2008 9:14 am

rendeer
Voltar ao Topo Ir em baixo
monalisa
.
.
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 268
Data de inscrição : 19/08/2008

MensagemAssunto: Re: Aspectos práticos: Questões Qui Set 11, 2008 9:15 am

Hum??? geek
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mar
.
.
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 1687
Data de inscrição : 27/06/2008

MensagemAssunto: Re: Aspectos práticos: Questões Qui Set 11, 2008 11:15 am

Suspect Suspect Meninos, portem-se bem Suspect Suspect

Hummm... scratch Ora bem scratch Deixa-me ver study

Se ficasses com os teus filhotes não pagavas pensão de alimentos e metade da prestação da casa ... Smile
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luís
.
.
avatar

Masculino
Número de Mensagens : 468
Data de inscrição : 17/06/2008

MensagemAssunto: Re: Aspectos práticos: Questões Qui Set 11, 2008 3:40 pm

Pois, se eu não os tenho não é por não querer...sugeri isso logo de início Mad
Voltar ao Topo Ir em baixo
Mar
.
.
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 1687
Data de inscrição : 27/06/2008

MensagemAssunto: Re: Aspectos práticos: Questões Qui Set 11, 2008 3:52 pm

Não sei o que te diga No Já tentaste vencê-la pelo cansaço? Smile
Voltar ao Topo Ir em baixo
Luís
.
.
avatar

Masculino
Número de Mensagens : 468
Data de inscrição : 17/06/2008

MensagemAssunto: Re: Aspectos práticos: Questões Qui Set 11, 2008 3:55 pm

só o conseguia quando estávamos casados Twisted Evil
Voltar ao Topo Ir em baixo
Andy



Masculino
Número de Mensagens : 1
Data de inscrição : 09/10/2008

MensagemAssunto: Aspectos práticos: Questões Qui Out 09, 2008 11:18 am

Olá!



É a primeira vez que participo no forum.



Gostaria de solicitar o vosso apoio no seguinte. Após 8 anos de casamento estou decidido em pedir o divorcio devido a diferenças inconciliáveis de maneiras de ser .



Chegar a esta conclusão não foi nada fácil… mas acho que tenho de tomar esta atitude… caso contrário sei que vou andar em guerra o resto da vida.



Não temos filhos pelo que o processo deverá ser mais simplificado.



No entanto tenho um receio muito grande. A minha mulher é muito materialista e tenho algum receio em que antes de acertarmos as contas a minha mulher retire simplesmente o dinheiro da nossa conta conjunta.



Eu podia retirar metade da verba por uma questão de segurança, mas não consigo porque parece que estou a roubar.



Não sei se o fórum tem alguma ideia para garantir que a partilha seja efectuada de forma justa?



Aproveito para perguntar se eu sair de casa qual deve ser o montante a que cada um deve pagar pela prestação da casa. Deverá ser 50/50 ou quem fica a morar no apartamento fica com digamos 80% do encargo até que o apartamento se venda ou até que um de nós compre o apartamento ao outro?





Obrigado.



abraço
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Aspectos práticos: Questões

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Aspectos práticos: Questões
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 30Ir à página : 1, 2, 3 ... 15 ... 30  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fórum Divórcio :: LIDAR COM O DIVÓRCIO :: O Processo de Divórcio-
Ir para: