divórcio, separação, filhos, apoio emocional
 
InícioInício  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se    

Compartilhe | 
 

 Não está fácil...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
lmcosta
.
.
avatar

Masculino
Número de Mensagens : 37
Data de inscrição : 02/10/2014

MensagemAssunto: Não está fácil... Seg Nov 02, 2015 7:10 am

Boas tardes,

Passados cerca de 18 meses, de grande agonia...estou divorciado, à duas semanas.

Não está a ser nada fácil, ela continua a ter que arranjar assunto para discussão quase diariamente...estou exausto.

O mais difícil está a ser a dor da solidão..."meter" a chave na porta de casa, ver os quartos dos meus filhos vazios e o silencio ensurdecedor...doí, doí de mais.

Quero demais, seguir em frente.

Sinto falta de me encontrar, sinto falta de me reorganizar, mas...Não está fácil.
Voltar ao Topo Ir em baixo
analu
.
.
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 2596
Data de inscrição : 12/01/2009

MensagemAssunto: Re: Não está fácil... Qua Nov 18, 2015 10:05 am

Ola Imcosta, tem calma que essa fase já todos passamos e depois melhora (bastante até Very Happy )
Estás a fazer o luto da relação agora. Por muito má que esta possa ter sido na parte final, era uma realidade que já conhecias e agora tens de aprender a fazer tudo sozinho (embora a maior parte de nós já estivesse só mesmo acompanhado).
Tenta inscrever-te em passatempos que gostes, ginásio, dança, sei lá, mas sai de casa, faz novos amigos, anda de bicicleta, vai a pesca, faz coisas q gostas e deixaste de fazer.
O resto parece cliché mas não é: o tempo cura tudo!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
carlosam
.
.


Masculino
Número de Mensagens : 5
Data de inscrição : 30/11/2015

MensagemAssunto: A dor da solidão Ter Dez 01, 2015 3:19 am

Também passei por essa fase que não é nada fácil. O silêncio ensurdecedor..., o vazio das paredes..., a perda ou a falta dos filhos..., o pisar e repisar dos acontecimentos, com muita dor à mistura e os traumas que persistem e vão ter consequências no nosso futuro. Ana Lu, o tempo tudo cura, é verdade, mas há traumas que nunca mais desaparecem, só se atenuam um pouco, e deixam marcas, e como disse, consequências nos futuros relacionamentos. Mas a vida continua. É preciso é que consigamos ultrapassar a situação, e a entreajuda é muito importante. Por isso me inscrevi neste forum: para exorcizar os demónios de uma situação que não pedi, para falar com pessoas que compreendem e percebem o que estou a dizer.
Voltar ao Topo Ir em baixo
lmcosta
.
.
avatar

Masculino
Número de Mensagens : 37
Data de inscrição : 02/10/2014

MensagemAssunto: Re: Não está fácil... Ter Dez 01, 2015 9:18 am

Carlos,

São momentos muito difíceis, mas temos que dar a volta por cima.

Se precisares de alguma coisa, vamos falando
Voltar ao Topo Ir em baixo
Admin
Admin
Admin
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 871
Data de inscrição : 13/06/2008

MensagemAssunto: Re: Não está fácil... Ter Dez 01, 2015 11:04 am

lmcosta,

Todos aqui sabemos como é difícil essa fase de adaptação, essa reaprendizagem. A boa notícia é que, regra geral, a pessoa habitua-se à solidão e depois o diabo é abrir mão dela (muita gente aqui sabe do que estou a falar).

Bem, mas até chegar a esse ponto, há que lidar com o desconforto, não é!?

Sem querer estar a ser repetitiva, dou razão à analu. Até porque não há outra forma de enfrentar a situação para além de se contar com a ajuda do tempo e arranjar ocupações.

É essencial, tanto quanto possível, tentar mudar as rotinas (desde a hora de acordar, ao caminho que se faz para o trabalho, tudo é válido para baralhar a mente acomodada) e arranjar um monte de atividades para distrair: trabalho, lazer, algum hobbie que tenha ficado na gaveta, voluntariado...

Se achas que te ajuda, abre um tópico e vai relatando aí as tuas conquistas diárias ou semanais. É uma forma de te ajudar a ultrapassar e, ao mesmo tempo, ir ajudando também outras pessoas que se identifiquem.

Estamos por cá!
Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
lucia morais
.
.


Feminino
Número de Mensagens : 9
Data de inscrição : 01/02/2016

MensagemAssunto: Re: Não está fácil... Ter Fev 02, 2016 4:37 am

Acho que passmos todos por isso, todos, de uma forma ou de outra, sentimos falat da companhia,de tanta coisa. Fale, diga o que sinta,ajuda.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rui Nunes
.
.
avatar

Masculino
Número de Mensagens : 410
Data de inscrição : 28/02/2011

MensagemAssunto: Re: Não está fácil... Qui Mar 31, 2016 4:49 pm

Creio que à solidão ninguém se habitua, mas apenas se rende. E não é bom render-se a algo que não é positivo. Falar aqui, sim, ajuda em muito. Ajudou-me significativamente em 2011, tal como sinto que me faz falta novamente. São assim as recaídas. Faz falta falar, desabafar, como faz falta a companhia de alguém em quem já depositámos a confiança dos nossos segredos e desejos.
Habituamo-nos sim, ao retorno ao estado de auto-mimo, com um misto de egoísmo e de precaução. Mas cada um reage á sua maneira e de acordo com aquilo que o envolve.
As ausências e os silêncios são acutilantes nos momentos errados e a saudade é mais barulhenta que uma fanfarra numa biblioteca.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gofiolso
.
.


Masculino
Número de Mensagens : 81
Data de inscrição : 09/09/2009

MensagemAssunto: Re: Não está fácil... Sex Maio 27, 2016 6:17 am

Boa tarde, estou a passar a mesma situação depois de um namoro de 5 anos e viver junto à 3 anos, é a segunda vez que passo por isto (com pessoas diferentes), ela vai mudar de casa a semana que vem e diz que não significa que seja um rompimento total mas que precisa de se reencontrar com ela própria e conhecer melhor o sentimento que tem por mim. Não está nada fácil para mim uma vez que, acho que os problemas devem ser resolvidos dentro de casa e não com ameaças que se vai sair de casa. Sim fomos felizes mas não fazíamos mais o que nos fez apaixonar. Ela diz que acumulou muita coisa não só na relação mas também com amigos e familiares e agora explodiu. A minha insegurança voltou, não consigo comer e sinceramente nem vontade para nada. Apenas falamos como amigos e não há mais troca de carinho nem beijos...alguém já viveu esta situação de viver separado uns tempos e depois reatar e a relação ficar fortalecida? Desculpem mas acho que será o fim...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rui Nunes
.
.
avatar

Masculino
Número de Mensagens : 410
Data de inscrição : 28/02/2011

MensagemAssunto: Re: Não está fácil... Sex Maio 27, 2016 7:39 am

Gofiolso, pode ser uma crise passageira, ou nem por isso. Como eu já vejo as situações da minha experiência (que não é nem mais nem melhor que a dos outros), do meu ponto de vista, é uma quebra definitiva.
Não é com afastamento que se fica a conhecer melhor os sentimentos, mas sim com a reaproximação e a comunicação. O afastamento serve para ver até que ponto se depende do outro e até que ponto se consegue viver sozinho.
A insegurança passa com o olhares mais para ti, e o facto de te ires abaixo não te vai trazer nada de positivo. Também não é com uma decadência de estado que a vais cativar, caso ela esteja na dúvida e só precise mesmo de um tempo. Trata de ti, queixo levantado e procura sorrir o mais que possas. "Quando sorris, o mundo sorri contigo, quando choras, choras sozinho"
Não é fácil logo logo, mas aprende-se e cresce-se com isso.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gofiolso
.
.


Masculino
Número de Mensagens : 81
Data de inscrição : 09/09/2009

MensagemAssunto: Re: Não está fácil... Sex Maio 27, 2016 10:13 am

Muito obrigado Rui pelas palavras, não sei se as coisas melhoram, ela fala bem comigo e até já me mostrou a casa onde vai morar e eu predispus-me a ajudar nas mudanças, não sei se faço bem ou mal mas faço pela minha consciência de ajudar. Dormimos juntos até ela mudar de casa mas nada de mimo nem carinho... Acredito que o sentimento não acabou da parte dela mas talvez seja um tempo que precise porque sempre viveu sozinha e diz que precisa do espaço dela para se isolar e pensar porque veio de uma família problemática e recusa ser a "coitadinha" (memórias antigas que explodiram agora)...que não é fácil para mim não é mesmo e sinto-me mesmo mal até porque sei que nada fiz de mal grave...o que tiver de ser há-de ser...logo se vê... De qualquer forma muito obrigado e um Abraço
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rui Nunes
.
.
avatar

Masculino
Número de Mensagens : 410
Data de inscrição : 28/02/2011

MensagemAssunto: Re: Não está fácil... Sex Maio 27, 2016 11:00 am

Pois, acredito que não te seja fácil, nunca o é, para quem quer que seja que tenha consciência do que faz. E não te sintas mal por teres feito tudo bem, de acordo com a tua consciência. Às vezes ficamos lixados connosco mesmos por termos descoberto que as coisas certamente teriam sido diferentes se tivéssemos sido mais egoístas e tivéssemos deixado a rédea mais curta, mas fazemos e agimos como somos. Devemos fazer e ser o bem que a nossa educação tem como regra.
Vejo que ficaste em dúvida quanto a ajudares nas mudanças, mas se já ofereceste, ficaste comprometido com isso, e a palavra é para cumprir, por muito que te custe, como me parece ser o caso. Também já o fiz e nem agradecido fui, mas sei que se negasse seria mais uma para o arquivo de censuras a usar contra mim.
É uma questão moral e não te sintas hesitante em enfatizar a tua boa vontade, para que fique bem registado... Sei do que falo, no meu caso, e cada caso é um caso. Conhecerás melhor a tua realidade. Se pretende um espaço (um tempo), facilita-lho. Mesmo que te mantenhas por perto, não exageres na presença que só a fará querer isolar-se mais (de ti).
Como te disse: melhora-te, não te vás abaixo, sorri, sai com amigos, diverte-te. Pouca coisa é mais cativante que a boa disposição e a força interior. Vem aí o bom tempo, vai até à Vieira.
Abraço e dispõe
Voltar ao Topo Ir em baixo
Gofiolso
.
.


Masculino
Número de Mensagens : 81
Data de inscrição : 09/09/2009

MensagemAssunto: Re: Não está fácil... Seg Maio 30, 2016 8:39 am

Muito mas muito obrigado, agirei sempre de acordo com a minha consciência e educação, abdiquei de mim mas, o que tiver de ser, será. Sim adoro praia e pesca e acho que vou voltar a esse hobbie...Abraço e mais uma vez obrigado
Voltar ao Topo Ir em baixo
margarida.v
.
.


Feminino
Número de Mensagens : 7
Data de inscrição : 11/11/2016

MensagemAssunto: Re: Não está fácil... Sab Nov 12, 2016 6:21 am

Bom dia...não sei muito bem como começar...nunca me inscrevi num forum ou em redes sociais...

Procuro talvez alguém que... apenas me ouça...ainda estou em estado de choque...como se vivesse roboticamente...mas sem consciência e sem capacidade de me distanciar do turbilhão de emoções que diariamente me preenchem os pensamentos...parece inacreditável o que me está a acontecer...

não consigo processar a informação...os pensamentos negativos...o desespero não me deixam ter lucidez para me reencontrar e reencontrar o meu novo eu...o meu novo caminho...

Na próxima sexta feira assino os papéis do divorcio...e não sei como reagir quando voltar a encontrar o meu marido (ainda o é...por breves dias)...

As perguntas são imensas...e só encontro um mundo de silêncio e vazio...

Há cerca de 2 meses atrás, regressando do trabalho entro em casa, o meu marido tinha ido embora...sem aviso prévio...nada...apenas foi embora e não deu mais sinal de vida até hoje...fui contactada por um advogado solicitando o divórcio...

sinto-me perdida...confusa...com medo...e sem capacidade de reagir...

Voltar ao Topo Ir em baixo
Rui Nunes
.
.
avatar

Masculino
Número de Mensagens : 410
Data de inscrição : 28/02/2011

MensagemAssunto: Re: Não está fácil... Sab Nov 12, 2016 7:13 am

Olá Margarida V. Uma das coisas que nos desorienta é perdermo-nos nas questões que só quem não está nos pode responder.
Neste momento, procura focar-te em ti. Em avançar independente, em objectivar as palavras que estão preto no branco e deixar o colorido da vida para tudo o resto.
Para as dúvidas que aqui possas deixar, com a vivência dos que cá vão passando, tens um mundo de ideias, teorias, explicações, mas sobretudo, apoio.
Voltar ao Topo Ir em baixo
margarida.v
.
.


Feminino
Número de Mensagens : 7
Data de inscrição : 11/11/2016

MensagemAssunto: Re: Não está fácil... Sab Nov 12, 2016 8:39 am

Olá Rui...acho que o posso tratar assim....

Nem esperava que alguém notasse a minha existência por aqui...

Obrigado...por me fazer sentir que afinal não sou invisível...

Bem haja...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rui Nunes
.
.
avatar

Masculino
Número de Mensagens : 410
Data de inscrição : 28/02/2011

MensagemAssunto: Re: Não está fácil... Sab Nov 12, 2016 9:04 am

Oh Margarida, por quem sois...
Nós aqui tratamo-nos por tu, tal como tratamos a nossa proximidade aos nossos problemas ou questões.
É certo que este fórum já teve outra dinâmica. Gosto de pensar que está mais calmo agora porque os problemas se esvaneceram.
Ninguém é invisível e muitos até tentam ser, infrutiferamente.
Há sempre alguém aqui para apoiar, ou puxar as orelhas, se for o caso (sempre de forma construtiva, é claro)
Voltar ao Topo Ir em baixo
margarida.v
.
.


Feminino
Número de Mensagens : 7
Data de inscrição : 11/11/2016

MensagemAssunto: Re: Não está fácil... Sab Nov 12, 2016 9:35 am

O que me custa mais entender são os porquês...as motivações daquele por quem tanto fiz...anulei-me tantas e tantas vezes em prol duma relação que se calhar sempre soube não ter pernas para andar...a falta de diálogo...os silêncios...a diferença dos estrato social..começaram a fazer-se notar...de repente... tudo é substituído por discussões e maus tratos verbais...

Pois um dia...ousei dizer que merecia ser bem tratada...que merecia ser assumida e valorizada como mulher... e aí tudo na nossa vida virou um inferno...

Eu sempre foi submissa...fazia tudo para agradar...nada dava certo...

Curioso...se pensar racionalmente era eu que devia ter dito basta...mas não...nunca disse...sempre perdoei os maus tratos...Porquê? Não sei...talvez porque tinha muito medo de ficar só...talvez porque queria muito ter uma FAMILIA...não consegui...

eu era mãe...cozinheira...empregada...mas nunca passou disso...cuidei como quem cuida dum filho grande...dando indicações para tudo...ele era uma pessoa extraordinariamente dependente de mim...para tudo...sem objectivos de vida...sonhos...projectos...mas eu achava que lhe podia mostrar o mundo...não consegui...

Ele oscilava entre estados de depressão e agressão...sugeri que procurássemos ajuda...não quis...

Porque me sinto então tão desesperada? Não me entendo a mim mesma...

Não tenho família nem amigos...ele afastou-me de tudo e todos...o desespero levou-me até aqui...

E agora por mais absurdo e irracional que pareça... sinto culpa e vergonha de em breve ser divorciada...

O meu marido...era de famílias muito ricas...nunca trabalhou nem ousaria trabalhar...mostrei-lhe como era bom ter uma ocupação...sentir-se útil...mas não...ficava em casa todo o dia...mês após mês...ano após anos...controlando todos os meus horários...não podia atrasar-me 5 minutos que fosse...

Mas ousei não me despedir...e vivíamos segundo as minhas possibilidades...a família dele pressionava constantemente para que eu largasse tudo e fosse viver junto com eles...mas não larguei o emprego...

Assim fui vivendo...sempre respeitando os seus horários...as suas exigências domésticas...a comida a horas certas...a roupa escolhida e impecavelmente engomada...a fruta descascada...as espinhas do peixe escolhidas...

Tenho que PARAR...não vim para aqui dizer mal de ninguém... peço desculpa...a quem me estiver a ler...não é esse o meu objectivo...afinal eu também devo ter errado...só queria entender o porque...a cobardia de não me dizer olhos nos olhos...o desapego...o abandono...a frieza em largar tudo...

Sei que por esta altura está com os pais num cruzeiro...tendo já ido a um concerto na Alemanha...voltou à sua vida de solteiro...onde é acompanhado pelos pais em tudo...está 24 sobre 24 horas junto da mãe...voltou às viagens...ao lazer...aos hoteis caros...aos bons restaurantes...nunca lhe pude dar isso...nem sei o que é...

O meu maior erro? A minha total falta de auto-estima...não gostar de mim...não conseguir olhar-me ao espelho...ter perdido a esperança no futuro...

E não sei como fazer para me sentir pessoa de novo...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rui Nunes
.
.
avatar

Masculino
Número de Mensagens : 410
Data de inscrição : 28/02/2011

MensagemAssunto: Re: Não está fácil... Sab Nov 12, 2016 10:01 am

Bem, pelo que dizes, já há algum tempo que te tinhas apercebido que as coisas não estavam bem e que a ideia de vida de cada um era diferente e de vivências e mundos diferentes.
Fizeste bem em ser independente, ou agora poderias estar numa situação bem complicada.
Foi um casamento de quanto tempo?
Deduzo que não tenham filhos.
Trata de tudo com seriedade, honra e celeridade. Aquilo que é certo não se deve transformar em dúvida.
Possivelmente, ele deverá estar a aproveitar a companhia dos pais para atenuar a quebra conjugal. Nada como a companhia de quem gosta de nós para abafar as mágoas.
Amigos ganham-se com a disponibilidade.
Caso tenhas tempo ou disposição, inscreve-te numa actividade que gostes, ou num ginásio... Melhora-te e a boa disposição vai deixar-te acessível a novas amizades. Aproveita que já não tens que tirar as espinhas ao peixe de quem não valoriza o acto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
margarida.v
.
.


Feminino
Número de Mensagens : 7
Data de inscrição : 11/11/2016

MensagemAssunto: Re: Não está fácil... Sab Nov 12, 2016 11:00 am

Obrigado por me escutar Rui...talvez seja exactamente esse o colo que preciso...

Minha mãe morreu de cancro no pâncreas...foi devastador....(faz-me tanta falta...) ainda não está feito o luto...acho que nunca vai estar...o meu pai tem problemas de alcoolismo...não dá para desabafar nem conviver muito...a minha madrinha é invisual... moram todos longe...estou em Lisboa sozinha...nas grandes cidades nem um bom dia se dá...é triste...uma multidão de gente apressada que nem olha para o lado.

Nesse aspecto o meu marido tem a família perfeita...ou não...pelo menos tem quem o ame e apoie incondicionalmente...não sei se os pais se apercebem da dependência dele...acho que sim...já estão a pagar-lhe um lar e a reforma para a sua velhice...o que a mim me faz enorme confusão...

Nunca perdoaram o filho ter saído de casa...estão certamente felizes com o seu regresso...acho que sem essa retaguarda a solidão iria ser terrível...o dinheiro compra casas...carros e empregadas...ainda não compra amor nem amizade...mas acho que ele está bem...embora certamente uma separação não sejam fácil para nenhuma das partes...

Comecei a trabalhar desde os 6 anos...tive várias ocupações...de todas elas me orgulho...pois sempre zelei pela seriedade e empenho...

Mas perdi as brincadeiras de infância...as aventuras e amizades de adolescência...sempre cuidei dos outros...esqueci-me de cuidar de mim...

Esta relação durou 3 anos...pois já outra havia falhado... por isso o desespero...a vergonha...o não levantar a cabeça nem secar as lágrimas do rosto...

Deus abençoou-me com um menino da primeira relação...um menino que teve que crescer depressa demais e que não merecia ter um pai e avós ausentes...é pequenino...precisa muito de mim ainda...

Vivi muito anos com a culpa de pai e filho não estarem juntos...talvez me tenha precipitado com o segundo casamento...mas queria tanto que o meu menino tivesse uma família...por ele valia e vale tudo...

Ele é a minha razão de viver...

Afinal...errei...erro sempre...sinto-me a pior pessoa do mundo...

Pois quis dar a felicidade ao meu menino...um anjo ao meu lado...e não consegui...

Por ele não posso desistir...mas faltam-me as forças...o sorriso...

Sei que preciso de ajuda médica...dum psicólogo talvez...mas não tenho dinheiro para pagar...impossível...para o menino é que não pode faltar nada...aproxima-se o Natal...onde estarei...com quem estarei...meu Deus...as lágrimas cegam-me e não me deixam ver a luz do dia...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rui Nunes
.
.
avatar

Masculino
Número de Mensagens : 410
Data de inscrição : 28/02/2011

MensagemAssunto: Re: Não está fácil... Sab Nov 12, 2016 11:25 am

Vivi mais de 30 anos em Lisboa, sei que a pessoa se pode sentir sozinha no meio do Colombo ou do Amoreiras. Mas uma coisa que tem é lugares e coisas para ver.
Esse teu filho é uma benção que te deram. Aproveita a sorte que tens, pois essa infância passa num ápice. Aproveita e faz coisas com ele. Pinta, brinca, dança, ouve musica com ele, passeia, ensina-lhe coisas e aprende com ele. Tens a oportunidade de pintar uma tela, para mais tarde apreciares a obra de arte.
Quanto ao Natal, deduzindo que o teu filho tem uns 4 ou 5 anos... Oferece-lhe alegria. As melhores recordações são os momentos de gargalhadas.
Vivemos numa sociedade de consumo, de satisfação passageira e de insatisfação permanente.
As árvores mais bonitas demoram mais tempo a crescer.
Voltar ao Topo Ir em baixo
margarida.v
.
.


Feminino
Número de Mensagens : 7
Data de inscrição : 11/11/2016

MensagemAssunto: Re: Não está fácil... Sab Nov 12, 2016 12:38 pm

Sábias as suas palavras...e partilho inteiramente da sua ideia...é o que me tem valido...eu detesto centros comerciais...preso espaços verdes e o contacto com a natureza...o meu pequenino tem 8 aninhos...

O meu presente de Natal já lhe foi entregue...um pouco mais cedo mas precisávamos os dois...dei-lhe uma bicicleta...fiz umas horas extras para conseguir comprar...sempre que não chove vamos a um jardim andar....conheço muito mal Lisboa...é casa trabalho e vice versa...(estamos a viver em em Alverca...que é bem mais sossegado...mas ainda assim muito vazio de relações humanas entre as pessoas...mas eu trabalho em Lisboa...)

Como mãe não podia ter maior benção...é um menino de ouro...temo-nos um ao outro...mas quando eu não estou bem...acaba por se reflectir nele...

Para ele esta ruptura ainda que mais fácil de superar que para mim...também lhe custou...está a custar...mas as crianças tem ferramentas de adaptação incríveis...

Recordo-me de em tempos ele dizer não aguentar mais as discussões e que eu andava sempre cansada de trabalhar tanto...até o meu menino via o que eu não queria ver...

Ele é o meu mundo...por isso o desespero de lhe ter falhado...não me perdoo...sinto uma culpa enorme...

Tento passar mais tempo com ele...brincar...jogar à bola...mas tive que arranjar dois empregos e é complicado ir por e levar à escola...em caso de emergência não temos ninguém a quem recorrer...isso é assustador...

Eu tenho uma doença crónica...e apesar de não se morrer dela sofre-se horrores...por vezes torna-nos mesmo incapacitantes...mas como não se vê...todos nos julgam super-heróis...de facto...fazemos a vida em prol dos outros...e ninguém concebe que um dia...somos nós que nos vamos abaixo...

Já foram algumas as vezes que o meu filho tomou conta de mim e me salvou a vida...Não era suposto ser assim...ele não se devia preocupar comigo...muito menos cuidar de mim...

Isso doi-me tanto...

Eu queria que ele fosse apenas um menino...um menino extraordinariamente feliz...

Quanto a si Rui quero agradecer-lhe do fundo do coração...ter-me escutado...

Deste lado...sempre se chorou...mas fez-me bem ter falado com alguém...parece que nos sentimos mais leves...

Não sei como agradecer-lhe...desculpe se fui egoísta...afinal só falei de mim...não o escutei a si...

Se um dia quiser partilhar comigo a sua história sentir-me-ai muito honrada...

Despeço-me por hoje com profunda gratidão pelo que fez por mim hoje...

Bem haja...



Voltar ao Topo Ir em baixo
Rui Nunes
.
.
avatar

Masculino
Número de Mensagens : 410
Data de inscrição : 28/02/2011

MensagemAssunto: Re: Não está fácil... Sab Nov 12, 2016 5:58 pm

Olá, de novo, Magarida.
Sim, Alverca é mais calmo, talvez mais "dormitório" dos muitos que se deslocam para Lisboa diariamente, e talvez por isso o social da vizinhança ser mais fechado, mas é uma questão de tempo, disposição da pessoa e oportunidade.
Como referi antes, cresci em Lisboa, numa rua de 500 metros onde muitas pessoas me conheciam mais a minha família. Ainda hoje em dia, quando lá vou, é difícil ir de uma ponta a outra sem ter que parar umas quantas vezes para cumprimentar alguém...
Quando fui viver sozinho, demorou a criar laços com a vizinhança, para além dos bons dias ao sr. do quiosque dos jornais e do casal que geria o café, onde ia ao pão ao fim da tarde e com quem trocava umas palavras mais, antes de seguir para casa.
Hoje em dia, afastado desses locais, bem como da família, recorro ao telefone para manter o contacto com o meu mundo e desabafar quando sinto necessidade.
As amizades são naturalmente criadas nos nossos relacionamentos mais frequentes, seja no trabalho, seja nas actividades que praticamos fora deste, um pouco como os amiguinhos que o teu filho certamente já terá.
Com 8 aninhos já é um menino e já entende mais os humores, se bem que os devamos proteger de auras negativas em qualquer idade.
Mas chorar é algo que faz parte, como exteriorizador da tristeza e forma de descomprimir as nossas mágoas. Há quem use actividades para essa descompressão (pintura, jardinagem, natação, zumba, yoga ou mesmo artes marciais...) depende sempre um pouco dos recursos que estão à mão e da disponibilidade.
Uma bicicleta foi uma excelente prenda :-) para ambos darem uns passeios relaxantes.
Dos problemas de saúde e das emergências é tudo um pouco mais preocupante e stressante. Nada como ter um plano preparado para qualquer eventualidade para que isso não se torne mais um dos permanentes incómodos do dia a dia.
Todos e cada um com as suas mazelas e até alguns, reféns dos seu privilégios...
Desabafar faz bem, de facto. Já aqui escrevi muito e já aqui foi durante algum tempo um dos pilares que me sustentou o meu abalo mais doloroso que se seguiu ao divórcio.
Felizmente, pela partilha de lugares comuns, encontram-se respostas ou ombros e colos...
Na experiência está o conhecimento e a objectividade que leva á calma.
Procura o teu equilíbrio. Se tens que chorar, chora e depois procura algo que te faça chorar de tanto rir.
Fica bem
Voltar ao Topo Ir em baixo
margarida.v
.
.


Feminino
Número de Mensagens : 7
Data de inscrição : 11/11/2016

MensagemAssunto: Re: Não está fácil... Dom Nov 13, 2016 1:37 pm

Olá Rui...venho agradecer-lhe a mensagem...espero que tenha tido um bom fim de semana...

Eu consegui sair um bocadinho...estava um dia de sol tão bonito...era crime fecha o meu filho num apartamento...levei o Tomás (meu menino) a andar de bicicleta...

Foi difícil...tirar o pijama...sair da cama...mas por ele ... fui...

Por todo lado se vê casais de mais dadas...gente feliz...sorrisos...e nós...extraordinariamente sós...mas depois...ao ver o sorriso do Tomás...consegui esboçar também eu um breve sorriso...por entre algumas lágrimas que ainda se fizeram sentir...

Sexta-feira...vai chegar num ápice...tenho tanto medo...de não conseguir ser racional...das emoções falarem alto demais...não queria ter um ataque de choro em frente ao juiz e advogados...mas dói tanto...ainda dói tanto...a ausência...o silêncio acutilante...a falta de respostas...

Enfim...temos que aceitar...mas está difícil...

Se ao menos tivesse saúde...talvez me sentisse mais forte... a dor de cabeça não dá tréguas...tonturas constantes...desmaios...e uma perca de peso fora do normal...tenho que ir ao médico...tenho que cuidar de mim...perdi 30 kilos desde junho...

Sei que tenho que reagir...mas...sinto que tudo é em vão...pelo menos estou em piloto automático e não descuidei qualquer tarefa que envolva o bem estar do Tomás...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Rui Nunes
.
.
avatar

Masculino
Número de Mensagens : 410
Data de inscrição : 28/02/2011

MensagemAssunto: Re: Não está fácil... Dom Nov 13, 2016 2:29 pm

Começando por sexta-feira, é apenas um acto jurídico, mais dependente do trabalho dos advogados do que dos visados. Se é divórcio por mútuo consentimento, é só mesmo afirmar com convicção que o casamento é feito a dois e que se um não quer, o outro não se deverá opôr.
Cabeça erguida e lucidez acima de tudo, para que as decisões sejam feitas com racionalidade. Não há ganhos em chorar frente aos presentes. Foca-te em passar adiante e começar uma nova etapa.
A fase de nos sentirmos sós ao ver os casalinhos de mão dada, a passear, passa. Sobretudo quando se tem connosco a pessoa mais importante e a que nos faz querer dar o melhor e mostrar o melhor de nós.
Tens essa mão para agarrar, esse menino para abraçar e cuidar. A maior parte não tem isso e muitos não terão esse presente diário.
Cuida da tua saúde, é mesmo prioritário que estejas bem, que te mantenhas apta física e emocionalmente.
Nada é em vão, nem sequer os minutos que nos damos ao luxo de gastar a olhar no infinito, sem pensar em nada de concreto.
Ás vezes temos que esperar e perder tempo, para apanhar a camioneta que nos vai levar mais depressa ao nosso destino.
Voltar ao Topo Ir em baixo
margarida.v
.
.


Feminino
Número de Mensagens : 7
Data de inscrição : 11/11/2016

MensagemAssunto: Re: Não está fácil... Dom Nov 13, 2016 3:15 pm

Rui eu nem sei o que dizer...não me conhece de lado nenhum...certamente terá tantas coisas interessantes para fazer...e está aqui...respondendo-me ... fazendo-me tomar consciência da realidade...mostrando-me como a assumir...nunca me esquecerei do que está a fazer por mim...a troco de nada...

Tem razão...o maior tesouro está comigo...o meu menino...é um menino de ouro...meigo...nunca me deu problemas...calmo...sereno...lindo...maravilhoso...amo aquela criança mais que muito...infinito..

Espero não errar de novo...não com ele...

Uma santa noite...

Bem haja...

Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Não está fácil...

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Não está fácil...
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fórum Divórcio :: LIDAR COM O DIVÓRCIO :: Períodos pós-divórcio-
Ir para: