divórcio, separação, filhos, apoio emocional
 
InícioInício  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se    

Compartilhe | 
 

 E agora? Medo, pena, amizade ou ainda amor?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
sissi132
.
.


Feminino
Número de Mensagens : 19
Data de inscrição : 03/09/2013

MensagemAssunto: E agora? Medo, pena, amizade ou ainda amor? Dom Set 08, 2013 3:49 am

Bom dia,
Nem sei por onde começar... pelo principio, mas aviso já que isto vai ser longo.

Comecei a namorar com o meu marido em 1997, casei com ele em 2005, com 22 anos. Portanto, estamos juntos à 17 anos.
O namoro, correu sempre tudo bem porque estava deslumbrada, apaixonada, ele era um principe...
Em 2004 tivemos uma briga feia, que quase acabou em ruptura, porque eu não queria continuar nesta coisa de namoro, queria seguir em frente, dar o proximo passo. Ele lá pensou, pediu-me em casamento e casamos 1 ano depois, até aqui tudo bem.
AO fim de 9 meses de casamento engravidei, um descuido muito feliz para mim... Aqui começaram os problemas.
Ele não queria que eu contasse a ninguem que estava gravida, nunca teve uma atitude carinhosa comigo durante a gravidez, nunca pos sequer a mão na barriga, nunca foi a uma eco, nem a uma consulta, não tinha mesmo entusiasmo nenhum....
O meu piolho nasceu... passou uma fase de colicas... ele sempre muito chateado com essa situação, que tinha que dormir, berrava com o menino por ele não se calar, enfim... fui deixando passar, talvez por medo, nem sei.

Os anos foram passando e ele nunca teve uma atitude de pai, percebem? dá sustento, sim, é trabalhador, é amigo do seu amigo, mas nunca deu um banho ao filho, mudou uma fralda, nada de nada... a relação começou a deteriorar-se, ele procurava-me na cama e eu negava, pois não estava feliz, por isso não ia cumprir obrigação. Discutimos muito por causa de sexo... ofensas mesmo.
Entretanto ele começou a andar estranho... acabei por descobrir que estava a manter uma amizade colorida com uma amiga de trabalho. Acredito mesmo que não aconteceu nada. Mas para mim tinha sido a gota de agua. Envolveu-se a familia, discutimos muito, foi agressivo emocionalmente e fisicamente e eu feita parva perdoei e continuamos. Decidimos dar uma oportunidade.
Ele aliciou-me com a compra de uma casa, pois sabia que eu sonhava com uma casa nossa, avançamos, compramos, as coisas corriam "bem", sempre distante do filho, mas ja estava habituada.
Engravidei novamente. As coisas correram melhorzitas com esta gravidez, foi a uma eco (uau) e acho que pos 1 vez a mão na barriga, mas na mesma sem grandes entusiasmos, por ver roupas, fosse o que fosse.
A menina nasceu em 2011, é mais ternurento com ela do que com o menino, vai mudando umas fralditas, pois que remedio, se trabalho por turnos tem que ser.
Mas cheguei a um ponto que não aguento mais...
Para mim chega, chega ele não colaborar com as tarefas da casa e dos filhos, para ele levantar a mesa, despejar o lixo e de vez em quando lavar a loiça é mais que suficiente.
Chega eu ver o meu menino a crescer com um pai ausente que só está pronto é para lhe dar uma valente palmada, por tudo e por nada, até por o menino pedir um beijinho de boa noite.
Chega eu não conseguir ter mais assunto de conversa com ele. Mudamos bastante ao longo destes anos e eu neste momento não me identifico em nada com ele.
O meu menino anda agressivo e eu sei que é por causa do pai.
Nós não conversamos, eu nunca soube o que ele pensa, o que ele sonha, o que lhe vai na alma, percebem? A maioria das nossas discussões são monologos (meus), muito raramente ele discute, e quando o faz, confesso que tenho medo, porque ja vi desde o partir garrafas, partir uma porta de madeira, magoar-me num braço... coisas dessas.
A minha mãe tem um casamento muito dificil com o meu pai. Ao longo dos anos sempre lhe disse para ela o deixar. mas ela tinha sempre pena dele e continua presa num casamento infeliz, violento psicologicamente. vejo a minha mãe a acabar-se aos poucos presa àquela infelicidade. Eu não quero isso para mim.
Conversei com ele à 1 semana que não dava, que mesmo que houvesse amor já não me chegava, que preferia ficar sozinha.
Ele pediu desculpa (como sempre), que vai mudar (como sempre) e que me ama muito. Anda todo mel comigo, mas em casa nada faz na mesma, ainda ontem o menino queria que o pai o levasse à natação (anda lá à 1 ano e o pai nem sabe onde é) e ele disse que não. Acabou por ser a minha irmã a leva-lo.
Enfim, não sei... se deito-me e acordo a pensar, não o quero mais.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sandra Lua
.
.
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 1770
Data de inscrição : 19/05/2013

MensagemAssunto: Re: E agora? Medo, pena, amizade ou ainda amor? Dom Set 08, 2013 3:18 pm

Boa noite sissi132,
As relações nunca sao fáceis, são sempre dois... E por muitos semelhantes, todos somos diferentes. Com as nossas manias, os nossos defeitos, as nossas qualidades. Mas cada um é um indivíduo isolado e independente. Tem sempre que haver cedências, mas cedências que não te façam deixar de saber quem és e o que queres da vida.
As mudanças podem acontecer, todos mudamos todos os dias, mas a nossa essência, o nosso verdadeiro ser, esse está lá sempre e não muda....
Estás naquela fase: amo-o, mas não gosto dele!
Tenho uma história muito diferente e muito parecida com a tua, a única coisa que te posso dizer é que mudar não mudam!
Se sentes que já não aguentas mais, então só tens uma saída.....
A única coisa que e posso adiantar é que estamos aqui sempre, para o que precisares! Por isso usa e abusa!
Um beijo grande e fica bem
Voltar ao Topo Ir em baixo
Florzinha
.
.
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 523
Data de inscrição : 19/04/2013

MensagemAssunto: Re: E agora? Medo, pena, amizade ou ainda amor? Dom Set 08, 2013 4:12 pm

Olá Sissi,
Incrível como as histórias podem ser tão iguais e tão diferentes.
Até à parte em que falas da violência psicológica, atrever-me-ia a perguntar se, por acaso, essa pessoa sabe amar ou mostrar o seu amor.
Parece-me que muitas vezes nós não podemos dar o que não recebemos e, basta termos tido progenitores com menos demonstrações de afectos para depois não os conseguirmos transmitir aos filhos. Só assim se explicará o "desapego" ao filho. Falta de amor não será certamente.
A partir daí, é como um baralho de cartas....
Voltar ao Topo Ir em baixo
sissi132
.
.


Feminino
Número de Mensagens : 19
Data de inscrição : 03/09/2013

MensagemAssunto: Re: E agora? Medo, pena, amizade ou ainda amor? Seg Set 09, 2013 3:10 am

Sandra lua, é isso mesmo, acho que amo mas gosto cada vez menos dele. A minha mae sempre me transmitiu muito amor, ainda o faz. E eu quero isso para os meus filhos. E quero ser feliz, mesmo sozinha, porque ja nao o estou a conseguir ser. Eles nao mudam, claro q nao. Esta fase de dizer q ama e so mel dura 2 semanas, depois volta tudo ao mesmo.

Florzinha, sim, ele segue o exemplo q lhe deram, foi criado assim, sem afectos, sem um pai presente. So p teres uma ideia, a 1 arvor de natal q ele tdve foi no 1 natal q passamos juntos casados. E eu tenho muita pena dele p isso, o q vai ser dele se eu o deixar, ele entra em desespero, percebem? Sinto me presa, sinto q nunca vou conseguir ser feliz porque nunca vou ter coragem de o deixar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sandra Lua
.
.
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 1770
Data de inscrição : 19/05/2013

MensagemAssunto: Re: E agora? Medo, pena, amizade ou ainda amor? Seg Set 09, 2013 3:25 am

Olá Sissi,
Bom dia, reforço o que disse, todos somos independentes. Por isso também ele tem que encontrar o seu caminho. Ninguém deve viver a vida agarrado a muletas. Uma vida a dois é feita de entendimento e apoio mutuo, não de subserviência emocional.
Por vezes temos que pensar em nós e no nosso bem estar, só assim conseguimos fazer os que nos rodeiam e amamos, felizes.
Um bjinho, boa semana
Voltar ao Topo Ir em baixo
Arisca
.
.
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 2233
Data de inscrição : 09/07/2009

MensagemAssunto: Re: E agora? Medo, pena, amizade ou ainda amor? Seg Set 09, 2013 4:58 am

sissi132 escreveu:

sim, ele segue o exemplo q lhe deram, foi criado assim, sem afectos, sem um pai presente.
Isso não desculpa o comportamento dele para com os filhos. Quantas pessoas há que nunca tiveram carinho e são pais e mães que amam os filhos?


sissi132 escreveu:

E eu tenho muita pena dele p isso, o q vai ser dele se eu o deixar, ele entra em desespero, percebem? Sinto me presa, sinto q nunca vou conseguir ser feliz porque nunca vou ter coragem de o deixar.
Quando tiveres pena dele, lembra-te dos teus filhos. Pena deves ter do teu filho ser rejeitado pelo pai, do que isso lhe faz enquanto criança e futuro adulto. Desculpa a frieza mas embora compreenda a tua "pena", revolta-me que tantas e tantas mulheres (e homens também) continuem agarrados a pessoas que não as fazem felizes, que as tratam mal verbalmente e fisicamente, como referiste, e sujeitem os filhos a esse ambiente, que mesmo sem agressões é uma "paz podre", uma vida triste. Eu acho que mais vale só do que mal acompanhado...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sandra Lua
.
.
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 1770
Data de inscrição : 19/05/2013

MensagemAssunto: Re: E agora? Medo, pena, amizade ou ainda amor? Seg Set 09, 2013 5:10 am

Arisca, assino por baixo....
Voltar ao Topo Ir em baixo
sissi132
.
.


Feminino
Número de Mensagens : 19
Data de inscrição : 03/09/2013

MensagemAssunto: Re: E agora? Medo, pena, amizade ou ainda amor? Seg Set 09, 2013 9:45 am

Concordo com tudo o que me disseram, por isso me inscrevi e escrevi este post no periodo pre-divorcio.
Porque estou mentalizada que é isso que vai acontecer.

Ontem consegui que ele me ouvisse calmamente, expliquei que estava a chegar ao ponto de ruptura, disse-lhe que podia ficar com a casa porque eu ia sair de lá com os meus filhos.
Ele pediu-me perdão e diz que vai mudar a atitude com o filho.
Eu não falei que aceitava. Só disse que ele devia sim fazer isso, pelo filho e por ele, pai dele. e não por mim. que neste momento o que estava mais em risco era o amor que o filho possa sentir por ele mais tarde.

Como disse, não falei em prazos, mas na minha cabeça estabeleci um prazo... não o vou pressionar a nada, pois assim ele muda so para parecer fogo de vista, mas estou a observar.

Não sei se fiz mal, mas o meu coração diz-me, da-lhe mais uma oportunidade... mas prometi a mim mesma que sera a ultima.
Voltar ao Topo Ir em baixo
sissi132
.
.


Feminino
Número de Mensagens : 19
Data de inscrição : 03/09/2013

MensagemAssunto: Re: E agora? Medo, pena, amizade ou ainda amor? Ter Set 10, 2013 11:27 am

E como fazer quando queremos recusar um beijo e um abraço

Não sei o que vou fazer à minha vida, tou perdida
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sandra Lua
.
.
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 1770
Data de inscrição : 19/05/2013

MensagemAssunto: Re: E agora? Medo, pena, amizade ou ainda amor? Ter Set 10, 2013 11:34 am

Olá Sissi, calma... os primeiros tempos são sempre muito atribulados. Não sabemos o que sentimos, nem o que queremos, nem como lidar com toda a situação.
Tenta manter a calma e ser o mais racional possível. É complicado e dificil, mas tudo na vida o é. Tenta ver a situação de fora, como se estivesses a olhar para ti. E não ouças muitas opiniões, o tão habitual, faz assim ou assado (assim como eu estou a fazer). Olha a situação e analisa os prós e os contras. É uma decisão que só a ti pertence e com a qual vais ter que viver o resto da tua vida.
Um Beijo Grande
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sandra Lua
.
.
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 1770
Data de inscrição : 19/05/2013

MensagemAssunto: Re: E agora? Medo, pena, amizade ou ainda amor? Ter Set 10, 2013 11:37 am

E não desanimes... baby steps!!! Não tens pressa! A vida corre, mas temos boa pedalada para a acompanhar...
Voltar ao Topo Ir em baixo
sissi132
.
.


Feminino
Número de Mensagens : 19
Data de inscrição : 03/09/2013

MensagemAssunto: Re: E agora? Medo, pena, amizade ou ainda amor? Ter Set 10, 2013 12:00 pm

Obrigada pelas palavras Sandra Lua.
Prometi a mim mesma dar-lhe a derradeira oportunidade, mas como vou fazê-lo se não é um suplicio aceitar um carinho dele mais intimo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sandra Lua
.
.
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 1770
Data de inscrição : 19/05/2013

MensagemAssunto: Re: E agora? Medo, pena, amizade ou ainda amor? Ter Set 10, 2013 1:38 pm

Se lhe vais dar mais uma oportunidade, então tens que fazer o esforço de camuflar o mau e concentrar-te no bom. Se é a ultima, dá-a com o coração. Não penses já que vai falhar, que ele vai falhar.... Se lhe vais dar mais uma oportunidade é porque, lá bem no fundo ainda o amas, e por isso vai de coração aberto.
Olha, "o não é garantido". Mas não te esqueças do que aprendes-te até aqui, de quem tu és, e do que queres. E se sentires que algo não está como querias, fala logo. Não deixes nada a remoer, isso corrói. Falem, aprendam a conversar. A falar das frustrações, do que vos chateia, do que vos magoa. E sempre que precisares, para o que seja, estamos aqui.
Força, estou a torcer por ti... Por vós
Bjinho
Voltar ao Topo Ir em baixo
Florzinha
.
.
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 523
Data de inscrição : 19/04/2013

MensagemAssunto: Re: E agora? Medo, pena, amizade ou ainda amor? Ter Set 10, 2013 3:57 pm

Houve uma fase parecida em que eu achei que seria boa ideia passarmos por um afastamento total para vermos que falta sentíamos um do outro; e também para deixarmos a mágoa e a raiva acalmar um pouco.
Essa ideia nunca se concretizou e, portanto, nunca sei no que teria dado.....
Só sei que a ideia de "dar um tempo" até aí me parecia coisa de novela e na altura passou a fazer mais sentido. Talvez fosse a maneira de tentar ver as coisas de fora com o afastamento possível!
Voltar ao Topo Ir em baixo
NB
.
.


Masculino
Número de Mensagens : 42
Data de inscrição : 07/08/2013

MensagemAssunto: Re: E agora? Medo, pena, amizade ou ainda amor? Qui Set 12, 2013 5:37 am

Olá Sissi,

Infelizmente, nós enquanto pessoas, não temos qualquer tipo de formação para os relacionamentos e agimos por instinto.

A repetição do que se passa em quase todos os relacionamentos é assustadora.
As histórias que aqui encontramos e que temos conhecimento é mais do mesmo.
Cruzei-me com uma frase do Albert Einstein que trago sempre comigo: "Os problemas significativos que enfrentamos não podem ser resolvidos no mesmo nível de pensamento em que foram criados."


Força e coragem.

Fica bem,
NB
Voltar ao Topo Ir em baixo
sissi132
.
.


Feminino
Número de Mensagens : 19
Data de inscrição : 03/09/2013

MensagemAssunto: Re: E agora? Medo, pena, amizade ou ainda amor? Sex Set 13, 2013 10:41 am

Obrigada a todos pelas vossas palavras.
Isto realmente é muito triste. Muito triste ter de manhã à noite a palavra divórcio/separação na cabeça.
Também acho que o melhor seria mesmo dar esse tempo que vocês falam. Mas no meu caso, temo que se o sugerir vai cair o carmo e a trindade.

EU sinto que ele está a tentar mudar. Mas tem feito isso das outras vezes, são uns tempitos assim e depois voltamos ao mesmo.
Caramba, será que estamos a pedir muito ao querermos ser felizes? Mesmo que seja cá com a nossa pessoa?
Ainda ontem fiz um esforço para ir o mais tarde possível para a cama para ele estar a dormir quando eu chegasse. Acham isto normal?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sandra Lua
.
.
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 1770
Data de inscrição : 19/05/2013

MensagemAssunto: Re: E agora? Medo, pena, amizade ou ainda amor? Sex Set 13, 2013 3:06 pm

Boa noite Sissi,
Penso que uma relação só faz sentido se os dois quiserem... Uma relação a dois pode ser fantástica, a um, é complicado! Se tu já não queres, então é melhor não pressionar. Não dês nada que não queiras dar, ou ainda acabam a se odiar...
Bjinho grande, e bom fim de semana
Voltar ao Topo Ir em baixo
sissi132
.
.


Feminino
Número de Mensagens : 19
Data de inscrição : 03/09/2013

MensagemAssunto: Re: E agora? Medo, pena, amizade ou ainda amor? Sab Set 14, 2013 2:17 am

Bom dia
Leio as vossas histórias e revejo-me em muitas das situações que vocês contam.
Sim, uma relação não pode ser só a dois, concordo... espero que não me julgem, pois se o meu amor acabou foi por ele ter deixado que ele acabasse, com as desilusões que foram acontecendo diariamente, com a falta de dialogo após cada mal-estar que existia entre nós... eu não tenho culpa.
Mas porque é que me sinto culpada de não o amar?
Sabem explicar-me?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Indeciso



Masculino
Número de Mensagens : 3
Data de inscrição : 03/09/2013

MensagemAssunto: Re: E agora? Medo, pena, amizade ou ainda amor? Dom Set 15, 2013 2:26 am

No que concerne o fim de um relacionamento, a culpa é sempre dos 2...
Seja por um por se desleixar, ou o outro por deixar andar...
Eu tb mt infelizmente, fui dando meros "pontapés" no problema... como se ele se resolvesse por si... mas até à data, continuo no mesmo cenário.
Agora esse sentimento de culpa é algo normal, pois é sinal que o que ainda sentes é verdadeiro... mas não faças o que eu tenho feito. Acho que é o melhor conselho que te posso dar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
NB
.
.


Masculino
Número de Mensagens : 42
Data de inscrição : 07/08/2013

MensagemAssunto: Re: E agora? Medo, pena, amizade ou ainda amor? Ter Set 17, 2013 5:01 am

Olá Sissi, amor é apenas um verbo. Amar é dar sem querer receber nada em troca. No relacionamento quando damos sem querer receber de uma forma constante e consistente, o outro "não vai ter alternativa" senão corresponder. Mesmo as coisas estando mais frias, basta um querer e as coisas podem ser alteradas mas não será, com certeza, de um dia para o outro. Tens de fazer as coisas certas e aqui pode estar o problema: o que deves realmente fazer?
Se te mantens no mesmo nível de pensamento em que os problemas foram criados, não vais conseguir resolver esses mesmos problemas. É como ir sempre pela mesma estrada e querer chegar a um lugar diferente.
Acredita que podes voltar a ter o relacionamento que já tiveste e até melhor. Só tens de saber o que fazer e como fazer e se ambos souberem o que fazer então a plenitude vai chegar com muito mais prazer para ambos.
Coragem e força.
Voltar ao Topo Ir em baixo
sissi132
.
.


Feminino
Número de Mensagens : 19
Data de inscrição : 03/09/2013

MensagemAssunto: Re: E agora? Medo, pena, amizade ou ainda amor? Sex Set 20, 2013 11:30 am

E pronto, penso que as coisas se estão a precipitar para um fim.
Como tinha dito, ele anda todo meloso comigo, mas o mesmo nos outros assuntos.
Ontem a coisa descambou.
Disse que me amava muito. Eu disse-lhe que tudo bem, mas que não percebia porque é que só agora, ao fim de 9 anos de casamento é que era importante para ele dize-lo. Ele disse que não queria que eu saisse de casa. Para eu não fugir.
Eu perguntei-lhe se era só por isso que ele me dizia AMo-te, ele passou-se, disse-me que se eu quero sair de casa tudo bem, posso sair, mas saio só com a roupa do corpo. Eu disse-lhe que não importava porque a minha bagagem são os nossos filhos. Ele disse que se eu sair de casa, os filhos ficam com ele. Eu que arranje outros.
Fui trabalhar sem falar mais neste assunto. à noite nada disse. Hoje de manhã, ia a sair de casa p ir trabalhar e diz-me ele. Vais de labios pintados? E eu: vou, porque? não é novidade nenhuma. Depois diz-me: E o que é isso ai no pescoço, alguma chupadela? Eu só lhe disse, olha tu n a fizeste porque eu não deixo, por isso deves andar a ver muito mal. E sai de casa mais uma vez sem falar com ele.
Agora durante a tarde ja me mandou sms a dizer que me ama muito. que vou ser p sempre o amor da vida dele. que eu não ando bem. que só penso em mim.
Eu respondi-lhe que se eu estou como estou e se a relação chegou onde chegou foi por culpa dos dois. Se penso em mim, é claro que tenho que pensar, pois tenho o direito de ser feliz. e só quero paz na minha vida.

Ele respondeu que já está cansado disto tudo, mas que não diz mais nada porque se pode arrepender depois.

E pronto, já lhe liguei para ver se ele leva o miudo à natação e ele não me atende o telefone.

Estou uma pilha de nervos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
NB
.
.


Masculino
Número de Mensagens : 42
Data de inscrição : 07/08/2013

MensagemAssunto: Re: E agora? Medo, pena, amizade ou ainda amor? Sex Set 20, 2013 5:24 pm

Olá sissi,

Tem calma. As coisas podem resolver-se. Não podem, nem serão resolvidas com os dois, ou mesmo só um, a pensar da mesma forma, a fazer as mesmas coisas e esperar resultados diferentes. Os casamentos são como ter filhos: não vem com manual de instruções. Agimos por instinto, mas com instrução conseguimos perceber os filhos, saber porque se comportam de determinada maneira, o que devemos fazer e não fazer, etc. No casamento é a mesma coisa, mas como não sabemos que não sabemos, não fazemos nada, ou melhor, fazemos mais do mesmo.

Tem coragem.


Última edição por Admin em Seg Mar 10, 2014 7:17 am, editado 1 vez(es) (Razão : divulgação de contacto na mensagem)
Voltar ao Topo Ir em baixo
sissi132
.
.


Feminino
Número de Mensagens : 19
Data de inscrição : 03/09/2013

MensagemAssunto: Re: E agora? Medo, pena, amizade ou ainda amor? Sab Set 21, 2013 2:52 am

Eu de facto não sei o que fazer.

Sei que estou prestes a atirar a toalha ao chão, desistir de tudo porque sinto que não vale a pena.

Se por um lado me sinto culpada por não estar a conseguir pensar nele como homem, como amante, a quem deveria querer dar carinho, beijos e etc, por outro tenho "raiva" (não é bem a palavra), por ele se ter acomodado durante estes 9 anos e ter deixado as coisas chegarem onde chegaram. Tenho muitas mágoas percebes?

E estou no limbo, não sei se o amo, se quero lutar, se vale a pena. Não sei.
Ando cansada de tanto trabalhar, de não ter ajuda, de estar com a cabeça em oito, de ser uma angustia ter q ir para casa. Quero sossego na minha vida, preciso disso.

Sei que não durmo de noite, ando nervosa, stressada, não como... Sempre a pensar asneiras. Não ando bem psicologicamente. Sinto isso.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sandra Lua
.
.
avatar

Feminino
Número de Mensagens : 1770
Data de inscrição : 19/05/2013

MensagemAssunto: Re: E agora? Medo, pena, amizade ou ainda amor? Dom Set 22, 2013 4:33 am

Sissi, bom dia
Para algum relacionamento dar certo, primeiro tens que estar bem contigo... Tens que tentar descobrir o que queres,ou pelo menos o que não queres.
Essa angustia nao te vai levar a lado nenhum, só te vai consumir e corroer!!!
Tenta encontrar algum espaço onde te sintas relaxada e vai tomando decisões. Sem pressa e em consciência. E principalmente nao cedas a pressões.
BJ GD, bom domingo
Voltar ao Topo Ir em baixo
sissi132
.
.


Feminino
Número de Mensagens : 19
Data de inscrição : 03/09/2013

MensagemAssunto: Re: E agora? Medo, pena, amizade ou ainda amor? Dom Set 22, 2013 8:45 am

Ontem ele queria sair de casa, eu disse-lhe que não precisava de o fazer.
Ele disse-me que eu não preciso de ter medo dele e se quero ficar com os filhos que posso ficar e que ele não me vai fazer mal nenhum.

Não consegui deitar-me na nossa cama esta noite. Fui dormir com o filhote.
~Exigiu de mim uma resposta imediata com a decisão final, ou acaba ou não.
Não fui capaz de dizer uma palavra. Porque ele colocou nos meus ombros a responsabilidade e as consequencias.

Muito honestamente, o que eu sinto mesmo, para não fazer asneiras é de um tempo p mim, longe dele.
Acham que isso significa queres acabar o casamento? Eu acho que significa que ainda não o quero terminar. Mas se eu continuo sob o mesmo tecto que ele, neste momento, não dou mais 24h à relação.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: E agora? Medo, pena, amizade ou ainda amor?

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
E agora? Medo, pena, amizade ou ainda amor?
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 4Ir à página : 1, 2, 3, 4  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Fórum Divórcio :: LIDAR COM O DIVÓRCIO :: O Pré-divórcio-
Ir para: